Slide

Miga, vem cá! Vamos falar sobre o medo da academia.

29 de janeiro de 2016

Quem está acima do peso (assim como eu) já deve ter sofrido aquela ansiedade absurda antes de ir para academia. É comum sentir medo, insegurança, vergonha – tudo misturado. Eu sei bem como é! Bate aquela sensação de que todas as pessoas estarão te criticando, pensando “olha só a gorda que comeu demais e agora tá se fodendo para emagrecer”. Acha que eu não tive o mesmo pensamento? Claro que sim! Foram quatro tentativas fracassadas de continuar na academia. Eu simplesmente surtava, criava mil desculpas e, aos poucos, ia desistindo.

tumblr_njur1fnl4T1sh0yuao1_500

Veja bem, você já vai para academia porque quer mudar, precisa se sentir melhor e mais saudável. É aquele momento do “chega! Preciso mudar agora!”, e nós sabemos que nada seria simples. Nunca foi, não é mesmo? É bem mais fácil arranjar uma desculpa, ser dominada pela ansiedade, voltar para casa e fingir que se sente bem consigo. Só que depois de um tempo, aquela mesma sensação de não se sentir bem, de precisar mesmo mudar voltará, se esteve ali em algum momento de sua vida e você a negligenciou, ela retornará, talvez até mais forte – e o que você fará? Continuará se destruindo gradativamente por medo de ser julgada? Mas olhe só, já somos julgadas todos os dias: quando entramos em uma loja de roupa que não é exclusivamente plus size, ficamos na fila de um fast food, tiramos uma foto de corpo e postamos nas redes sociais… Ter medo de ser julgada não impedirá que o outro te julgue. Mesmo se você perder peso, se tornar uma nova pessoa, ainda acharão problemas em você. É preciso entender, acima de tudo, que sempre haverá alguém do outro lado (até mesmo familiares) prontos para dizer o quanto você ainda não chegou lá, e poucos serão aqueles que ficarão ao seu lado torcendo pelo seu sucesso.

Adiar suas mudanças por medo das críticas é deixar de ser adulto. A vida irá passar e quando perceber estará perto dos trinta anos com uma saúde fodida, sem autoestima, cansada de tudo, empurrando os melhores anos de sua vida. É assim que você quer passar o resto de sua vida? Evitando viver, tentar, arriscar, por receio de falhar e ser cobrada por isso ou aquilo?

Eu sempre defendi o direito de cada um ser o que é, se amar da forma que é, como é. Entretanto, quando ser quem é anda te incomodando, por que não mudar? Ou seja, este post não é gordofóbico (afinal, eu sou gorda!), não estou pregando palavras de incentivo ao corpo perfeito, entende? Eu quero que você descubra que é preciso enfrentar os problemas para conquistar as mudanças que tanto quer.

Você acha que não fiquei com vergonha no primeiro dia de academia? Tentava desviar o olhar daquele imenso espelho na minha frente? E quando precisava controlar minha ansiedade berrando loucuras como “aquela garota é tão magra e olha como estou agora”? Não foi fácil, amiga! Não foi! Mas eu enfrentei minhas próprias loucuras, meus surtos, o maldito medo que pode nos atrapalhar de vencer. Se não tentarmos quando mudaremos? Não vamos dormir e acordaremos magras e perfeitas, pode ter certeza! A receita é tocar o foda-se e continuar!

tumblr_nxo6c6SwCI1rjq3xeo4_400

É preciso desconstruir o medo de tentar.

Farei um mês que estou me exercitando seis dias por semana, sei que você pensará “ah, mas nem tem um mês, daqui a pouco ela larga de lado”, não te culparei por pensar assim. Qual crédito tenho na praça, não é mesmo? Mas posso dizer que algo dentro de mim realmente mudou. Eu dominei o meu medo interior e o silenciei com altas doses de “eu quero, eu vou”. Hoje, tenho mais certeza da vida que estou construindo do que minhas tentativas de aumentar a autoestima. Eu gosto de quem vejo no espelho não somente por já ter perdido algum peso, e sim porque estou me tornando uma mulher que conquista suas metas sem medo de lutar.

Não quero chegar aos trinta anos levando a vida de antes, tratando meu corpo e mente com descaso. Como eu poderia dizer que me amava tanto se não cuidava do meu corpo? Se permitia jogar litros e litros de refrigerante para dentro? Comendo besteira para aliviar o sentimento de fracasso?

(Sim, isto aqui é um post bem sincero!)

Não podemos continuar nos machucando dessa forma. A vida está aí para ser saboreada, mas me responda:

Quantas vezes você desistiu de sair por que não tinha roupa ou pensou que estava gorda demais e os outros iriam comentar?

Quantas vezes foi num provador de uma loja e rezou para aquele maldito número entrar (já grande) e não pedir a vendedora um número maior?

E quando aquele vestido que você amou parou de servir uns anos atrás?

E aquela vez que disseram “nossa, você tem um rosto lindo, deveria se cuidar mais”?

Lembra-se do “e você vai conseguir pesando tanto?”

“Vai mesmo comer isso? Olhe para você.”

E as marcas que ficavam na sua barriga horas depois de usar aquelas malditas calcinhas redutoras que mais parecem instrumentos de tortura?

Agora a pergunta que não quer calar:

Quem enfrentou tudo isso, todos os dias e continuou seguindo?

VOCÊ, AMIGA! FOI VOCÊ!

Se você conseguiu chegar até aqui lutando todos os dias para sobreviver um dia de cada vez, por que não pode continuar lutando mas por outra causa? Deixar de sobreviver e VIVER! Você é forte, mulher! Muito mais forte do que imagina, só precisa redirecionar toda essa força para o propósito certo. Pare de EVITAR e passe a CONQUISTAR.

Sua mente vai querer passar a perna em você, tentará achar desculpas para desistir, mas siga firme. Não pare de lutar!

(Falaremos sobre as desculpas que inventamos para desistir em um próximo post.)

Eu quero que você levante da cadeira e comece uma nova fase em sua vida pelos motivos certos. Chega de medo pelo que irão pensar, se concentre no que você precisa, quer e fará. Não há limites quando estamos focados. Você é a única pessoa no mundo inteiro capaz de determinar seu sucesso. Não desista! Estamos juntas nessa!

tumblr_n2n3wpbgKo1qhub34o1_400

Gostou? Compartilhe!

You Might Also Like

No Comments

Deixe uma resposta